ECO OU RESSONÂNCIA ESPIRITUAL

A vida é um eco. Se você não está gostando do que está recebendo, observe o que está emitindo.
               O caminho da evolução é marcado por bênçãos e maldições ou polos positivos e negativos. O ser humano nasce entre os dois polos, com nosso crescimento e desenvolvimento oscilamos entre os dois como forma de aprendizado e aperfeiçoamento. As bênçãos (polo positivo) são caracterizadas por: amor, gratidão, reconhecimento, fé, razão e comprometimento. Já as maldições (polo negativo) são caracterizadas por: ódio, ingratidão, ilusão, emoção, instintos, vícios e desvalorização.
               Suponhamos que exista uma pessoa do qual não lhe agrada ou te incomoda, caso esta pessoa o desafie, quase instantaneamente emite-se ondas de vibrações negativas de ódio, vingança, rivalidade, raiva etc... Essas ondas são recebidas nos polos negativos das maldições, reverberando na mesma intensidade ou maior para si mesmo, o mesmo ocorre quando é emitido para os polos positivos de bênçãos. Assim compreendemos que tudo o que falamos ou pensamos ecoa e/ou ressona por ambos os polos retornando a nós como algo bom ou não, depende da intensidade e intenção.
                Essas ondas magnéticas, podem também atrair espíritos afins e pessoas afins. Quando criamos pensamentos e soltamos palavras maledicentes ficamos propensos a espíritos semelhantes e nos confrontamos com pessoas do mesmo nível. No entanto, quanto mais autoconhecimento e compreensão da compaixão, mais estaremos conectados conosco. Esse efeito ecoará ao nosso redor e tornará a vida mais serena. Problemas são constantes, mas com equilíbrio é muito mais fácil lidar e enfrentar.

               As ondas magnéticas podem criar laços com os polos, tanto positivos quanto negativos. Esses são os chamados cordões energéticos desenvolvidos pelas afinidades com essas energias. Nos cordões positivos de bênçãos somos alimentados pela divindade, trazendo clareza nas ideias, racionalidade e positivismo. Nos cordões negativos das maldições somos alimentados pelas trevas, trazendo ilusões, emotividade, negativismo, vícios, desgastes e esgotamento de energia.

A LIBERTAÇÃO DOS APEGOS

A raça humana está tão apegada às dores e ao sofrimento, que muitas vezes, a lei da correção provoca em nós mais dores. Assim como um parto, fortes contrações são sentidas para dar a luz a uma nova vida. E desta forma acontece com a alma humana, para ela sair da escuridão, ela tem que se contrair na sua dor para que aos poucos se abra e saia da dormência, a razão desse fechamento são as vivencias doloridas que passamos de reencarnação a reencarnação. O apego ao sofrimento deixa a alma presa em sua própria solidão e formam-se as feridas da alma. As escolhas erradas que vivenciamos contribuem para que essas feridas inflamem gerando abscessos que precisam ser abertos para drenar até que haja a cura, do contrario pode se tornar uma infecção generalizada e levar a pessoa à morte.

Muitas pessoas estão mortas pelo apego ao sofrimento, pela falta de amor, carinho e atenção. Devemos analisar e tomar cuidado com o que passamos na infância, pois é bem provável que irá refletir para o resto da vida, tornando muitos seres humanos em verdadeiras feras enjauladas, ao escaparem atacam tudo e a todos. E outros seres humanos se aprisionam nas doenças como: câncer, problemas cardíacos, pulmonares, depressão, e até mesmo demência.